Direito

Técnica de enfermagem que fingiu aplicar vacina em idoso é condenada por improbidade administrativa

De acordo com o Tribunal de Justiça, mulher foi multada, teve suspensão dos direitos políticos por três anos; e proibição de contratar ou receber incentivos do Poder Público. Sentença cabe recurso.

Técnica de enfermagem que fingiu aplicar vacina em idoso é condenada por improbidade administrativa

técnica de enfermagem que foi flagrada fingindo aplicar a vacina contra o coronavírus em um idoso, em Votuporanga (SP), foi condenada por improbidade administrativa.

 

 

De acordo com o Tribunal de Justiça, as penas aplicadas foram de multa correspondente a duas vezes o valor da última remuneração; suspensão dos direitos políticos por três anos; e proibição de contratar ou receber incentivos do Poder Público por igual período.

O caso foi registrado no dia 3 de março de 2021, no Consultório Municipal Jerônimo Figueira da Costa Neto, onde a profissional exercia as funções pela Santa Casa de Misericórdia de Votuporanga.

Um vídeo feito pela família do idoso mostra o momento em que a mulher fingiu aplicar o imunizante (veja abaixo). A técnica de enfermagem foi demitida no mesmo em dia em que o caso veio à tona.

Segundo o juiz Reinaldo Moura de Souza, a funcionária foi negligente no exercício de suas funções e a conduta configura em improbidade.

“O desrespeito aos princípios da administração pública é evidente e ultrapassa a mera inabilidade, despreparo ou incompetência”, afirmou.

“Não há dúvida de que a ausência do produto poderia ter causado prejuízo à saúde do idoso, que deixaria de ser imunizado”, frisou. “Este tipo de conduta é desprezível, censurável e jamais pode ser aceita pelo cidadão pagador de impostos, tampouco pode ser tolerada pela administração pública.”

Ainda segundo o TJ, cabe recurso da sentença.

Na época, a Secretaria de Saúde de Votuporanga informou que o caso foi isolado e que reforçou as orientações à equipe, determinando que o profissional de saúde deve mostrar a seringa cheia antes da aplicação e vazia após o procedimento.


RECEBA NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP!
Receba gratuitamente uma seleção com as principais notícias do dia.


Mais notícias sobre Direito

Direito

Acusados de tráfico são soltos após invasão policial no domicílio

Um paciente acusado de tráfico e a corré deverão ser soltos após...


Direito

STJ tranca ação penal de furto de steak de 4 reais: "Situação absurda"

A 6ª turma do STJ trancou ação penal em que o paciente foi condenado por...


Direito

Ministro do STJ solta mãe que furtou R$ 21 em miojo, coca e suco

Com base no princípio da insignificância, o ministro do STJ Joel Ilan Paciornik...

Direito

EXCLUSIVO - Advogado Clayton Colavite é absolvido por Crime de Homicídio contra o pecuarista Padula

Depois de horas de Julgamentos no Fórum de Jales, o Advogado Clayton Colavite, foi...