Direito

Santa Fé do Sul - Motorista acusado de provocar capotamento com morte é condenado a 21 anos de prisão



O motorista Tallis Rorges da Silva Roveri, acusado de provocar um capotamento em que uma pessoa morreu e outra ficou gravemente ferida, foi condenado a 21 anos de prisão em regime inicial fechado.

O acidentou aconteceu na madrugada de 10 de junho de 2012, em Três Fronteiras (SP). O julgamento do réu foi realizado no dia 29 de julho, em Santa Fé do Sul (SP).

De acordo com o Ministério Público, o plenário do júri levou em conta o fato de o réu ter agido por motivo fútil e com recurso que impossibilitou a defesa das vítimas.

 

Acidente

 

Segundo o processo, no dia do acidente, o motorista, na companhia de um adolescente, foi até uma casa noturna. No local, o menor de idade percebeu que a ex-namorada conversava com as vítimas e ficou irritado.

Com ciúmes, o adolescente começou a olhar de forma ameaçadora para as vítimas, gerando um clima de animosidade. Para evitar problemas, as vítimas resolveram ir embora da casa noturna e entraram em um carro.

Logo em seguida, o motorista e o menor de idade também saíram da boate e entraram em um veículo, cruzando com o carro em que as vítimas estavam.

Segundo o Ministério Público, o motorista e o adolescente começaram a perseguir as vítimas, gesticulando e fazendo sinais em tom ameaçador.

"O denunciado emparelhou à esquerda e derivou bruscamente à direita, interceptando a trajetória das vítimas, as quais seguiam sentido Três Fronteiras. A vítima, visando evitar o impacto, desviou para os lados quando, então, perdeu o controle do veículo que acabou capotando", escreveu o promotor de Justiça Felipe Wermelinger Caetano na denúncia.

Por conta do acidente, Willian da Silva Souza não resistiu aos ferimentos e morreu. Alan Carlos Candil sofreu ferimentos graves.


RECEBA NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP!
Receba gratuitamente uma seleção com as principais notícias do dia.

Mais sobre Direito