Geral

REEDUCANDOS DE ANDRADINA E TUPI PAULISTA SÃO CERTIFICADOS EM CURSO DE CONFECÇÃO DE UNIFORMES

Ao todo, sete unidades prisionais do Estado de São Paulo foram selecionadas para a realização do curso de qualificação profissional

REEDUCANDOS DE ANDRADINA E TUPI PAULISTA SÃO CERTIFICADOS EM CURSO DE CONFECÇÃO DE UNIFORMES

Nos dias 09 e 10 foram realizadas, na Penitenciária “ASP Anísio Aparecido de Oliveira” de Andradina e Penitenciária Feminina de Tupi Paulista, as cerimônias de certificação do Curso de Produção de Uniforme de Reeducandos. Foram certificados 30 participantes em cada unidade prisional.  

 

A ação faz parte do Projeto Oficina Escola, iniciativa da Fundação “Prof. Dr. Manoel Pedro Pimentel” – Funap voltada à qualificação e capacitação profissional das pessoas privadas de liberdade no Estado de São Paulo, e foi desenvolvida com o apoio da Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) e do Departamento Penitenciário Nacional (Depen). 

 

“O curso é de grande valia para nossa unidade, pois os reeducandos sairão daqui profissionais, reintegrados à sociedade e poderão exercer uma profissão”, avalia Jair Silva da Costa, diretor geral da Penitenciária “ASP Anísio Aparecido de Oliveira” de Andradina. 

 

A formação para produção de uniformes de reeducandos conta com carga horária de 120 horas-aula e capacita os participantes em conteúdos como normas de segurança e saúde no trabalho, procedimentos de qualidade e produtividade, operação de diferentes tipos de máquinas de costura profissionais, entre outros. 

 

“Através desse curso elas receberam a instrumentalização para operar todas as máquinas e poderão sair do sistema prisional de forma independente, com autoestima e qualificadas”, diz Adriana Alkmin Pereira Domingues, diretora geral da Penitenciária Feminina de Tupi Paulista. 

 

No total, a ação possibilitará a qualificação profissional de 180 reeducandos e reeducandas de sete unidades prisionais do Estado de São Paulo: Penitenciária de Andradina, Penitenciária Feminina de Tupi Paulista, Penitenciária de Araraquara, Penitenciária de Itaí, Penitenciárias I e II de Tremembé e Penitenciária Feminina I de Tremembé. 

 

Além disso, 237 reeducandos foram contratados pela Funap para atuar na produção dos uniformes de reeducandos, possibilitando a confecção de mais de 350 mil peças que serão entregues à SAP. 

 

“O curso é uma oportunidade de ressocialização, de qualificação profissional e também gera a possibilidade de remição de pena para as pessoas privadas de liberdade”, destaca Marcos de Godoy, Diretor Adjunto de Atendimento e Promoção Humana da Funap. 


RECEBA NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP!
Receba gratuitamente uma seleção com as principais notícias do dia.


Mais notícias sobre Geral

Geral

Enquanto os Vereadores de Jales continuam em casa......Aulas presenciais são retomadas no sistema penitenciário de São Paulo

    A Secretaria da Administração Penitenciária...


Geral

Feliz Dia do Professor !

Transmitir conhecimento não é apenas falar o que sabe, mas inspirar novas...


Geral

ADPESP e demais entidades da segurança pública de SP realizam manifestação hoje (15/10)

A Associação dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo (

Geral

Pressionado sobre combustíveis, Bolsonaro diz ter vontade de privatizar Petrobras

Pressionado para apresentar uma solução contra a escalada do preço dos...