Política

REDUÇÕES SALARIAIS NA PREFEITURA E NA CÂMARA PROPOSTAS POR MACETÃO FAVORECEM VEREADORES

A redução deverá valer apenas enquanto durar o estado de calamidade pública decretado pelo prefeito Flá Prandi. O dado curioso dos projetos de Macetão está em uma diferença que favorece os vereadores e revela, mais uma vez, falta de isonomia entre o pessoal da Prefeitura e da Câmara.

REDUÇÕES SALARIAIS NA PREFEITURA E NA CÂMARA PROPOSTAS POR MACETÃO FAVORECEM VEREADORES

A Câmara deverá discutir na sessão da próxima segunda-feira, 04, os dois projetos do vereador Luiz Henrique Viotto, o Macetão(PSD), que estão propondo uma redução de 30% nos salários dos agentes políticos locais (prefeito, vice-prefeito, secretários e vereadores), e de 20% nos proventos dos servidores públicos comissionados da Prefeitura e da Câmara.

A redução deverá valer apenas enquanto durar o estado de calamidade pública decretado pelo prefeito Flá Prandi. O dado curioso dos projetos de Macetão está em uma diferença que favorece os vereadores e revela, mais uma vez, falta de isonomia entre o pessoal da Prefeitura e da Câmara.

Senão vejamos: o projeto que trata da redução dos agentes políticos e servidores comissionados da Prefeitura estabelece que a redução deverá recair sobre a remuneração BRUTA de cada um. Já o projeto relativo aos vereadores e servidores comissionados da Câmara determina que a redução recairá sobre a remuneração LÍQUIDA.

Assim, um vereador – cujo salário é de R$ 5 mil – que receba, por conta de algum empréstimo consignado e outros descontos, a remuneração líquida de R$ 3,5 mil, terá uma redução de R$ 1.050,00 nos seus proventos. Um assessor do prefeito que também ganhe R$ 5 mil e receba, líquidos, os mesmos R$ 3,5 mil, vai ter uma redução de R$ 1,5 mil.

Ou seja, se a redução for aprovada como está sendo proposta, o vereador que recebia R$ 3,5 mil líquidos, passará a receber quase R$ 2,5 mil. Já o assessor do prefeito que recebia os mesmos R$ 3,5 mil líquidos, passará a receber R$ 2 mil. Pode parecer pouco, mas a redução deveria ser igual para todos.

Como sou moço que confio nas boas intenções dos nossos nobres edis, quero acreditar que essa diferença de tratamento não tenha sido intencional.


Mais notícias sobre Política

Política

Presidente Bolsonaro recebe vereador Murilo Basi e autoridades de Santa Fé do Sul

O vereador bolsonarista Murilo Basi, da Estância Turística de Santa Fé do...


Política

Impeachment de Bolsonaro será debatido de forma inevitável no futuro, diz Maia

Opresidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse nesta sexta-feira, 15, que o...


Política

Maia diz no Twitter que deputado pediu a Bolsonaro intervenção na Saúde do AM

Opresidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), anunciou em sua conta no Twitter que o...

Política

Moradores de Macedônia terão descontos de até 60% na FEF

Em busca de uma parceria com a Fundação Educacional de Fernandópolis, a...