Geral

POLICIAIS FEDERAIS DECLARAM ESTADO DE MOBILIZAÇÃO PERMANENTE PARA PRESSIONAR POR SALÁRIOS

POLICIAIS FEDERAIS DECLARAM ESTADO DE MOBILIZAÇÃO PERMANENTE PARA PRESSIONAR POR SALÁRIOS

A Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef) realizou na manhã desta terça-feira (19) uma assembleia virtual com os 27 sindicatos estaduais da Polícia Federal para discutir formas de pressão pelo reajuste salarial e prometida reestruturação da categoria. A assembleia decidiu manter a categoria em “estado de mobilização permanente”. Estão previstas agora assembleias dos sindicatos nos estados para a elaboração de uma pauta de manifestações de protesto.

Desde o ano passado, os policiais federais tinham a expectativa de recomposição salarial e reestruturação da categoria, conforme uma promessa feita pelo próprio presidente Jair Bolsonaro. Um valor de R$ 1,7 bilhão no Orçamento deste ano foi reservado para isso. A notícia, porém, de que só havia reajuste para as categorias policiais gerou reações do restante do funcionalismo, instalando uma crise.

O conteúdo deste texto foi publicado antes no Congresso em Foco Insider, serviço exclusivo de informações sobre política e economia do Congresso em Foco. Para assinar, entre em contato com comercial@congressoemfoco.com.br.

Desde o início do ano, categorias como a Receita Federal e o Tesouro Nacional têm feito paralisações prejudicando o andamento de ações do governo. O governo, então, ventilou a possibilidade de conceder um reajuste linear de 5% para todo o funcionalismo. A ideia não agradou às categorias que não tinham ainda qualquer promessa de ajuste e desagradou profundamente os policiais, que viram nisso uma “quebra de compromisso” do presidente.

PUBLICIDADE

Pela decisão da assembleia, os policiais federais estão em estado de mobilização permanente e podem, a qualquer momento, decidir sobre novos rumos para o movimento em defesa dos direitos da categoria.

Os representantes dos 27 sindicatos reuniram-se de forma virtual com o presidente da Federação Nacional dos Policiais (Fenapef), Marcus Firme, e decidiram promover Assembleias Gerais Extraordinárias (AGEs) nos estados para deliberar sobre manifestações com representantes de todas as entidades do sistema sindical das forças policiais da União.

PUBLICIDADE

“A ideia é que, em cada estado, tenhamos um dia de protesto, possivelmente a próxima quinta-feira (28), para demonstrar nossa indignação com a forma como os policiais federais estão sendo tratados”, explicou Firme.

Maior entidade representativa da categoria, com cerca de 14 mil filiados, a Fenapef está à frente de um movimento em defesa da Polícia Federal. “Lutamos pela valorização da corporação, pelas nossas famílias e nossos direitos”, explicou o vice-presidente, Luiz Carlos Cavalcante.



RECEBA NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP!
Receba gratuitamente uma seleção com as principais notícias do dia.

Mais notícias sobre Geral

Geral

Aprovado PL que autoriza IPVA zero a motos de até 170 cilindradas

O plenário do Senado aprovou nesta quarta-feira (6) um projeto de resolução...


Geral

Walter Casagrande deixa a Rede Globo após 25 anos: 'Um alívio para os dois lados'

Walter Casagrande Júnior está de saída da Rede Globo. O ex-jogador de 59...


Geral

Alesp reduz tempo de resposta ao cidadão em 79%, mesmo com aumento da demanda

Com a adoção de modernas práticas de governança e gestão, a...

Geral

Após um ano de uso de câmeras em uniformes, mortes por policiais caem 80%

As mortes cometidas por policiais militares despencaram em 19 dos 131 batalhões do estado...