Polícia

Polícia cumpre mandados de busca e apreensão em operação que investiga emissão de diplomas falsos

Polícia Civil de Paraíso (SP) investiga desde 2019 a emissão de diplomas falsos por meio de instituições de ensino. Mandados foram cumpridos em Catanduva, Catiguá, São Paulo, São José dos Campos e Osasco (SP)

Polícia cumpre mandados de busca e apreensão em operação que investiga emissão de diplomas falsos

Mandados de busca e apreensão foram cumpridos nesta quarta-feira (20) durante uma operação da Polícia Civil de Paraíso (SP), que investiga desde 2019 a emissão de diplomas falsos por meio de instituições de ensino.

Os mandados da “Operação Romeo II”, coordenada pela Delegacia Seccional de Catanduva, foram cumpridos em Catanduva, Catiguá, São Paulo, São José dos Campos e Osasco (SP), que são municípios onde estão localizadas residências e sedes de instituições dos principais membros da organização criminosa.

De acordo com a Polícia Civil, o grupo é especializado em crimes de falsificação de documentos, uso de documentos falsos, exercício irregular da profissão, estelionato e organização criminosa em vários estados brasileiros.

Foram apreendidos computadores e documentos, que serão analisados pelos policiais. Os principais articuladores da organização criminosa também foram identificados e serão investigados pelos crimes.

Participaram da operação policiais civis da cidade de Paraíso, Catiguá, Novais, Tabapuã, Pindorama, Santa Adélia, Elisiário, Catanduva, São Paulo, Osasco e São José dos Campos.

Mandados de busa e apreensão foram cumpridos em diversas cidades do estado de SP — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Mandados de busa e apreensão foram cumpridos em diversas cidades do estado de SP — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Segundo a Polícia Civil, a operação foi deflagrada após denúncias sobre o uso de falsos certificados de conclusão de cursos de pós-graduação lato sensu, licenciatura e bacharelado, que eram usados especialmente para cargos públicos e para inscrições em Conselhos de Classe do Brasil.

Para emitir os certificados, a organização criminosa contava com apoio de diversas células distribuídas em várias cidades e estados. O grupo também criou a falsa plataforma online de uma universidade para a emissão dos falsos documentos.



RECEBA NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP!
Receba gratuitamente uma seleção com as principais notícias do dia.

Mais notícias sobre Polícia

Polícia

PM prende ladrão de caminhão após perseguição

Um ladrão ao volante de um caminhão bitrem roubado em Araçatuba provocou...


Polícia

PF CUMPRE MANDADOS DE BUSCA E APREENSÃO EM CARANGOLA/MG NO COMBATE AO CRIME DE MOEDA FALSA

A Delegacia de Polícia Federal em Jales/SP deflagrou, na manhã desta quinta-feira...


Polícia

Iturama - Polícia Mineira prende três pessoas pelo latrocínio de cabeleireiro

Em uma resposta rápida a Polícia Mineira (Iturama) já prendeu três...