Geral

Na contramão de Covas, prefeito do PCdoB reduz o próprio salário de R$16 mil para pouco mais de R$1 mil

"O prefeito não é melhor que o trabalhador e a trabalhadora", disse Tiago Dias, novo chefe do Executivo de Jacobina (BA), ao assinar decreto que reduz em 92% seus vencimentos

Na contramão de Covas, prefeito do PCdoB reduz o próprio salário de R$16 mil para pouco mais de R$1 mil

O novo prefeito de Jacobina, cidade a 339 km de Salvador (BA), Tiago Dias (PCdoB), assinou seu primeiro decreto como chefe do Executivo municipal na tarde desta segunda-feira (4): ele reduziu o próprio salário em 92%, e agora receberá o equivalente a um salário mínimo (R$1.100).

“Primeiro decreto assinado e o local escolhido foi o Construindo o Amanhã. Assumo o compromisso de reduzir o meu salário para um salário mínimo.

Estamos em um momento de pandemia e quero fazer a minha parte para trazer dias melhores para nossa cidade”, disse Dias, que escolheu um centro beneficente voltado a crianças para anunciar seu primeiro ato.

“O prefeito não é melhor que o trabalhador e a trabalhadora. O trabalhador e trabalhadora que ganham salário mínimo, 90% no nosso município, não têm carro à disposição como tenho, abastecido, com motorista. Não têm status de prefeito. Sou diferente do trabalhador?

Não.

Não posso estar acima nem abaixo do trabalhador, tenho que estar lado a lado”, completou o comunista.


Mais notícias sobre Geral

Geral

Jales adia a volta às aulas respeitando decisão do Comitê de Enfrentamento à Covid-19

Após diversas reuniões entre executivo, profissionais da educação e...


Geral

Incêndio atinge Instituto Serum, que produz vacinas contra a Covid-19 na Índia

Um incêndio registrado nesta quinta-feira (21) atingiu o Instituto Serum, que produz...

Geral

Indignada, médica da Fiocruz diz que não há nada que possa justificar a falta de insumos para vacinas (vídeo)

A pneumologista Margareth Dalcolmo atribui à “incompetência...