Curiosidades

Mulher liga para PM para 'pedir pizza' e atendente percebe pedido de socorro por violência doméstica

Caso foi registrado em Andradina. Segundo a PM, mulher alegou que companheiro a ameaçou de morte; homem fugiu ao ver a viatura e não foi encontrado.

Mulher liga para PM para 'pedir pizza' e atendente percebe pedido de socorro por violência doméstica

Uma moradora de Andradina (SP) que estava sendo vítima de violência doméstica conseguiu pedir socorro para a Polícia Militar ligando no telefone de emergência 190 e afirmando ao policial que queria "uma pizza".

De acordo com a PM, o caso foi registrado na noite de terça-feira (25). Na ligação ao Copom, a mulher solicitou uma pizza e discou o número '190'. O atendente entendeu que era pedido de socorro e encaminhou uma equipe

No local, os policiais encontraram o companheiro dela na frente da casa. Ao ver a viatura, ele conseguiu fugir. Buscas foram feitas pelo bairro, mas o homem não foi localizado.

Ainda de acordo com a PM, a vítima foi até a equipe e relatou que o homem já esteve preso por mais de 20 anos, e que fez ameaças de morte para ela e seus filhos.

Ela ainda solicitou que verificassem a motocicleta que ele deixou na casa e os policiais constataram que era produto de furto.

A ocorrência foi encaminhada ao plantão policial e apresentada ao delegado plantonista, sendo registrada como ameaça, violência doméstica, localização e apreensão do veículo.



RECEBA NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP!
Receba gratuitamente uma seleção com as principais notícias do dia.

Mais notícias sobre Curiosidades

Curiosidades

Araraquara - Conheça o IPTU dos Mortos

Um Projeto polêmico foi protocolado na Câmara Municipal de Araraquara, ele ficou...


Curiosidades

CNJ confirma decisão e suspende candidato a juiz que se declarou negro

Nesta terça-feira, 24, o plenário do CNJ confirmou a 


Curiosidades

Existe diferença deste outdoor, com o colocado em Jales?

A princípio a resposta seria NÃO, pela...

Curiosidades

Juíza manda advogado para terapia em sessão; OAB/ES leva caso ao CNJ

Alegando abuso de autoridade e constrangimento, a OAB/ES ingressou com...