Geral

MP de Contas apura verba para influencers divulgarem kit covid

Pedido foi assinado pelo subprocurador-geral do MPC

MP de Contas apura verba para influencers divulgarem kit covid

O MPTCU (Ministério Público junto ao Tribunal de Contas da União) quer que o governo federal preste esclarecimentos sobre a fonte de recursos utilizada para pagar a campanha de publicidade feita com  influenciadores digitais para divulgar o kit covid, um conjunto de medicamentos sem comprovação científica defendido pelo governo.

Em março, uma reportagem divulgada pela Agência Pública mostrou que o governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) gastou mais de R$ 1,3 milhão dos cofres públicos para pagar ações de marketing de influenciadores digitais a favor do uso do kit covid.

De acordo com a reportagem, o valor foi investido pelo Ministério da Saúde e pela Secom (Secretaria de Comunicação), que inclui R$ 85,9 mil destinados ao cachê de 19 influencers contratados para divulgar campanhas em redes sociais.

Segundo informações do Uol, o pedido foi assinado pelo subprocurador-geral do MPTCU, Lucas Furtado. Ele  classificou como “vergonhosa e dissimulada” a campanha de publicidade dos medicamentos e pediu a “adoção das medidas necessárias a apurar a ocorrência de eventual prejuízo ao erário decorrente da realização de despesas para divulgação de propaganda de tratamento precoce contra a covid-19 que, na verdade, é ineficaz contra a doença”

O subprocurador-geral também pediu que o TCU determine que o governo federal “suspenda imediatamente a realização de despesas para a divulgação acima referida junto a influenciadores na internet ou em qualquer outro meio de comunicação”

O Poder360 integra o

 


Mais notícias sobre Geral

Geral

OAB: Comissão conclui que Bolsonaro cometeu crime de responsabilidade

O presidente nacional da OAB, Felipe Santa Cruz, recebeu parecer da comissão de juristas...


Geral

Covid-19: juiz reconhece morte pela doença como acidente de trabalho

A Justiça do Trabalho mineira reconheceu como acidente de trabalho a morte por covid-19...