Direito

MINISTÉRIO PÚBLICO DE URÂNIA PROTOCOLA TRÊS DENÚNCIAS CONTRA VEREADOR DE ASPÁSIA

A encrenca é do tempo em que Tiosa foi presidente da Câmara de Aspásia, e teve origem em uma denúncia levada ao Tribunal de Contas do Estado (TCE), em setembro de 2018, por outro vereador aspasiense, o tucano Odenir Vieira.

MINISTÉRIO PÚBLICO DE URÂNIA PROTOCOLA TRÊS DENÚNCIAS CONTRA VEREADOR DE ASPÁSIA

O ano não começou bem para o vereador Renan Medeiro Venceslau, o Tiosa (PP), de Aspásia. Ele foi denunciado pelo Ministério Público de Urânia, que ajuizou, em janeiro, nada menos que três ações civis públicas contra o nobre edil, que está sendo acusado de dano ao erário. No total, o dano teria sido em torno de R$ 40 mil.

A encrenca é do tempo em que Tiosa foi presidente da Câmara de Aspásia, e teve origem em uma denúncia levada ao Tribunal de Contas do Estado (TCE), em setembro de 2018, por outro vereador aspasiense, o tucano Odenir Vieira.

Três meses depois, em dezembro de 2018, a Polícia Civil de Jales fez uma incursão à Câmara de Aspásia e, cumprindo um mandado de busca e apreensão, recolheu diversos documentos análise. Os documentos resultaram na instauração de oito inquéritos policiais.

As três denúncias do MP são resultado, certamente, desses inquéritos. Mas as ações cíveis do MP não foram as únicas más notícias que Tiosa recebeu neste início de ano. No dia 14 de janeiro, a juíza de Urânia, Marcela Correa Dias de Souza, decidiu aceitar uma denúncia ajuizada no final de 2018, na esfera criminal.

Nela, o promotor Eduardo Wanssa de Carvalho acusa Tiosa de crime contra a lei de licitações.


Mais notícias sobre Direito

Direito

Aspásia - MPE se pronuncia pela razoabilidade em venda de bem (Leilão), e defende discricionalidade da Prefeitura

O Promotor de Justiça, Dr. EDUARDO WANSSA DE...


Direito

Acusado de matar professora em Populina vai a Juri Popular

O trabalhador rural Mateus Rogério Soares Santos, de 37 anos, acusado de matar a...


Direito

STF começa a decidir futuro de ações do Grupo Scamatti na sexta

Na pauta O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Celso de Mello...

Direito

Elektro é condenada por corte de energia em casa de cadeirante

A Elektro, empresa concessionária de energia elétrica em Votuporanga, terá...