Geral

Marília Mendonça morre, aos 26 anos, após avião cair em Minas Gerais

Marília Mendonça não resistiu à queda do avião de pequeno porte em que viajava. Relembre trajetória da cantora

Marília Mendonça morre, aos 26 anos, após avião cair em Minas Gerais

A cantora Marilia Mendonça, de 26 anos, morreu, nesta sexta-feira (5/11), após sofrer um acidente aéreo nos arredores da cachoeira da Piedade, em Caratinga (MG). A informação foi confirmada pelo Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG).

Veja a nota dos Bombeiros:

“O Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais informa que nesta sexta (5), ocorreu a queda de uma aeronave de pequeno porte, modelo Beech Aircraft, na zona rural de Piedade de Caratinga. O CBMMG confirma que a aeronave transportava a cantora Marília Mendonça e que ela está entre as vítimas fatais”.

O avião de pequeno porte caiu em uma área perto de uma cachoeira em Caratinga nesta sexta-feira (5/11). A aeronave é um bimotor Beech Aircraft, da PEC Táxi Aéreo, de Goiás, prefixo PT-ONJ, com capacidade para seis passageiros.

Por meio de nota, os bombeiros informaram que o chamado de socorro chegou por volta das 15h30. Além dos bombeiros, uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) atendeu à ocorrência.

Trajetória

Marília Mendonça era, atualmente, uma das maiores artistas do Brasil – responsável por fazer o feminejo, a música sertaneja cantada por mulheres, se popularizar no pais. A história da cantora começou quando ela tinha 12 anos, no papel de compositora.

Ela escreveu canções como Minha Herança, assinada em conjunto com Frederico; Vai Ter Balanga; É Com Ela Que Eu Estou, que foi gravada por Cristiano Araújo; Até Você Voltar; e Cuida Bem Dela – sucessos de Henrique & Juliano.

Em 2015, aos 20 anos, Marília gravou o primeiro DVD, com direção musical de Eduardo Pepato e direção de vídeo de Fernando Trevisan. Deste show, saíram grandes sucessos nacionais, como Sentimento Louco e Infiel, tocadas ao longo do ano seguinte.

O segundo DVD da carreira da artista foi lançado em 2016. Chamada Realidade, a gravação com um repertório de músicas inéditas e outras já conhecidas, como Infiel e Eu Sei de Cor. A filmagem foi realizada no Sambódromo de Manaus.

A cantora, então, estourou e passou a fazer sucesso no Brasil inteiro. Com tamanho reconhecimento e inúmeros hits que caíram nas graças do público, ela ficou conhecida como Rainha da Sofrência. Só no Spotify, são mais de 8,2 milhões de ouvintes mensais.

Ela também reúne uma legião de fãs nas redes sociais. São 36,3 milhões de seguidores no Instagram e 7,7 milhões no Twitter, além de 22 milhões no YouTube.

Em 2021, Marília, com as irmãs Maiara e Maraísa, iniciou um projeto chamado Patroas 35%. O álbum foi lançado em 14 de outubro e contou com nove faixas, sendo seis inéditas, e foi distribuído pela Som Livre.


RECEBA NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP!
Receba gratuitamente uma seleção com as principais notícias do dia.


Mais notícias sobre Geral

Geral

Em decisão inédita, OAB SP exclui advogado de seus quadros devido à prática de racismo

São Paulo, 3 de dezembro de 2021.   Pela primeira vez na...


Geral

Após casos de ômicron, Governo de SP decide manter exigência de máscara em espaços abertos

O Governador João Doria decidiu nesta quinta-feira (2) atender recomendação...


Geral

Artesp convoca empresas para assumirem linhas intermunicipais na região de Jales (SP)

Solicitação da Transrápido São Francisco, atual...

Geral

Estado de São Paulo confirma 3º caso da variante Ômicron

A Secretaria de Estado de São Paulo confirmou, nesta quarta-feira (1), o terceiro caso da...