Geral

Lula tem mais uma ação arquivada por prescrição e falta de justa causa

Juíza arquivou processo de tráfico internacional de influência e corrupção oriunda de delação premiada de Léo Pin

Lula tem mais uma ação arquivada por prescrição e falta de justa causa

A pela juíza Federal Maria Carolina Akel Ayoub, da 9ª vara de SP, acolheu pedido da defesa do ex-presidente Lula para determinar o trancamento de investigação de tráfico internacional de influência e corrupção oriunda de delação premiada de Léo Pinheiro. Essa é a 19ª decisão favorável ao ex-presidente.

Segundo a defesa, a investigação em tela foi instaurada a partir da delação premiada de Leo Pinheiro, que também serviu, no passado, para impor condenação contra Lula no caso do Triplex. A condenação já foi declarada nula pelo STF em virtude da incompetência da Justiça Federal de Curitiba e da suspeição do ex-juiz Sergio Moro.

O delator disse que Lula foi contratado pela OAS para realizar palestra na Costa Rica a fim de influenciar os dirigentes daquele país a fazer negócios com a construtora. A contratação teria sido intermediada por Paulo Okamoto, então presidente do Instituto Lula.

O MPF requereu o arquivamento do feito, sustentando que, no tocante ao crime de tráfico de influência, teria ocorrido a prescrição da pretensão punitiva estatal, em face do investigado possuir mais de setenta anos. E no que tange aos demais delitos, alegou que a baixa precisão do relato do colaborador impede a continuidade das investigações.

Para a julgadora, assiste razão o parquet. A magistrada observou decorridos mais de seis anos entre a data dos fatos e o presente momento, constatando-se a prescrição da pretensão punitiva estatal de todos os delitos.

Assim, declarou extinta a punibilidade do investigado e o arquivamento do feito.

Os advogados do ex-presidente, Cristiano Zanin Martins e Valeska T. Z. Martins, do escritório Teixeira Zanin Martins Advogados, ressaltaram que o arquivamento do 19º procedimento investigatório instaurado contra Lula com base em "acusações infundadas" confirma que o ex-presidente foi vítima de lawfare.

"Revela, ainda, que a 'Lava Jato' colocou em xeque o Estado de Direito ao realizar delações premiadas sabidamente descabidas com o nítido objetivo de atingir e aniquilar alvos pré-definidos. Da avalanche de processos abertos contra Lula permanece em aberto apenas um deles - relativo ao Caso dos Caças -, no qual já apresentamos pedido de arquivamento após termos demonstrado que ele foi construído pela 'Lava Jato' com a plena ciência de que o ex-presidente não havia praticado qualquer ato ilegal."

  • Processo: 5003916-52.2019.4.03.6181

Veja a decisão.


RECEBA NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP!
Receba gratuitamente uma seleção com as principais notícias do dia.


Mais notícias sobre Geral

Geral

Morre o professor e advogado Habib Nadra Ghaname

Morreu neste sábado (18), o professor e advogado trabalhista Habib Nadra Ghaname, 79...


Geral

Lucas do Valle morre no dia em que completaria 30 anos

O empresário Lucas do Valle teve morte cerebral confirmada, no fim da noite desta...


Geral

Superintendência diz que não há necessidade de desativação da Delegacia da PF em Jales

Uma excelente noticia para os Jalesenses e toda região. A Superintendência...

Geral

Doria anuncia redução do ICMS e linha de crédito para setores afetados na pandemia

O Governador João Doria anunciou nesta quarta-feira (15) o Retoma SP, programa de meio...