Cidades

Jales - Documento contradiz ex-vereador e "Gerente" da Tecnicon

- Podendo receber, dar quitação, assinar recibos, "retirar cheques de pagamentos", empenhar notas, fazer reclamações em relação aos pagamentos, fazer acordos, etc

Entrevista Antena Ligada 30 de julho de 2020

Em entrevista hoje (30) ao Antena Ligada, o ex-vereador Júnior Rodrigues, diz não entender porque um documento com supostas denúncias que apontam para seu nome foi protocolado na Prefeitura Municipal de Jales, por Marcos Miranda, um dos Sócios da Tecnicon, sendo que os dois tem longa data de uma estreita relação de amizade !

Júnior Rodrigues afirmou que a Empresa Tecnicon, não era inadimplente, "era Inadimplente" apenas quando tinha que pagar materiais adquiridos com prazo superior à 90 dias .

Quando ele (Júnior Rodrigues) passou a ser uma espécie de "Gerente da Construtora", onde os materiais eram pegos em seu nome mas pagos pela Tecnicon, tudo passou a ser diferente, os pagamentos inclusive com a Prefeitura de Jales, melhoraram.

Difícil de entender, por que uma Empresa fornecedora de Materiais de Construção, conseguiu então, bloquear Judicialmente valores à receber da Construtura, se os materiais eram pegos por Júnior Rodrigues, aliás ele tinha autorização para isso, mas como ele mesmo afirmou eram pegos em "seu nome" e não da Construtura !

 

Sua influência e credito era tanto entre as Empresas "parceiras" que até em Cordeirópolis, ele conseguiu comprar, e a tal empresa supostamente suportaria os atrasos de mais de 90 dias.

Para isso esta amizade tinha um preço, a "taxinha" de 5% que ele cobrava para exercer sua influência e crédito junto aos parceiros. 

Outra coisa estranha e completamente normal nas relações de Comércio, é de quem atrasa apenas paga juros, então porque uma Empresa precisaria de um intermediário para pagar mesmo com "atraso" os materiais adquiridos? 

Quando perguntado se Júnior Rodrigues tinha alguma relação direta com a Prefeitura de Jales,  de pronto negou, mas não é o que diz um documento registrado em Cartório que lhe contradiz  

O documento claro e cristalino, lhe dá poderes para representar a Empresa Tecnicon, para :

- Podendo receber, dar quitação, assinar recibos, "retirar cheques de pagamentos", empenhar notas, fazer reclamações em relação aos pagamentos, fazer acordos, etc

 

Algumas perguntas, quem sabe possam ser respondidas pela CEI :

1 - O Prefeito Municipal tinha conhecimento desta parceria e se o Prefeito Municipal tem alguma relação de parentesco com o gerente. Perguntaram isso?

2 -  Se o Prefeito tinha conhecimento desta condição, porque não desclassificou a empresa em razão da impossibilidade de execução da obra?


Mais notícias sobre Cidades

Cidades

Jales - Continuamos com 100% na taxa de ocupação na UTI, e 60 casos notificados hoje.

Atualizamos o Boletim Epidemiológico desta quarta-feira com o registro de 60 casos...


Cidades

Personal trainer morre após ser esfaqueada em briga de vizinhos em Rio Preto

Uma personal trainer de 28 anos morreu após ser esfaqueada no bairro Vila Anchieta, em...


Cidades

Santa Fé do Sul - TJ/SP concede liminar a PGJ/SP que moveu Ação Direta de Inconstitucionalidade do Decreto Municipal

A Representação foi proposta pelo Promotor de Justiça,...

Cidades

Santa Casa Fernandópolis promove ações de inclusão da Libras

Buscando sensibilizar e orientar os colaboradores sobre a importância da...