Geral

Governo denuncia cidades da região ao MP por ignorarem lockdown no Natal

Catanduva, Olímpia e mais municípios 17 paulistas ignoraram a fase vermelha nos dias 25, 26 e 27

Governo denuncia cidades da região ao MP por ignorarem lockdown no Natal Secretário do Estado de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi

Dois municípios da região serão denunciados ao Ministério Público por descumprirem a fase vermelha, decretada pelo governo do Estado, nos dias 25, 26 e 27.

 

A informação foi dada pelo secretário do Estado de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi. Entre as cidades notificadas estão Catanduva e Olímpia - veja lista abaixo.

 

Ao todo 19 municípios paulistas, dos 645, não adotaram o lockdown no período de festas natalinas. A partir desta segunda (28), todas as regiões do Estado - com exceção da região de Presidente Prudente, que continua no vermelho - voltam à fase amarela. Nos dias 1,2 e 3 de janeiro, o lockdown será implantado novamente em São Paulo.

 

De acordo com Vinholi, a lista das 19 cidades foi encaminhada no domingo (27) ao Ministério Público e os prefeitos vão responder judicialmente pelo descumprimento das medidas implantadas pelo Estado.

 

O governo de São Paulo determinou na terça-feira (22) medidas de endurecimento da quarentena contra a propagação da Covid, com o aumento nas restrições de funcionamento de bens e serviços em todo estado durante os dias que sucedem o Natal e o Réveillon.

 

As prefeituras que não aderiram à determinação estadual mantiveram as cidades na fase amarela no Plano São Paulo, que permite a abertura de bares, restaurantes, academias, salões de beleza e do comércio.

 

"Quando o município não segue as regras determinadas pela ciência, nós notificamos o município dessa irregularidade e encaminhamos para o Ministério Público, que tem sempre tomado as medidas cabíveis quanto a isso. Nós vamos trabalhar essa estratégia até o fim da pandemia, sempre conscientizando as pessoas e mobilizando os gestores, que devem zelar pela vida da população de seu território", disse o secretário em entrevista à GloboNews neste domingo (27).

 

Cidades que não aderiram ao lockdown

Bauru

Bertioga

Caraguatatuba

Catanduva

Cotia

Cubatão

Guarujá

Ilha Bela

Itanhaém

Mogi das Cruzes

Mongaguá

Olímpia

Peruíbe

Praia Grande

Santos

São Sebastião

São Vicente

Socorro

Ubatuba

 

PLANO SÃO PAULO

Podem funcionar nos dias 1, 2 e 3 de janeiro:

Hospitais

Clínicas de saúde

Farmácias

Mercados

Padarias

Açougues

Postos de combustíveis

Lavanderias

Meios de transporte coletivo, como ônibus, trens e metrô

Transportadoras, oficinas de veículos

Atividades religiosas

Hotéis, pousadas e outros serviços de hotelaria

Bancos

 

Não abrem nos dias 1, 2 e 3 de janeiro:

Shoppings

Lojas

Concessionárias

Escritórios

Bares, restaurantes e lanchonetes (exceto para delivery)

Academias

Salões de beleza e barbearias

Cinemas, teatros e outros estabelecimentos culturais

 


 


Mais notícias sobre Geral

Geral

Jales adia a volta às aulas respeitando decisão do Comitê de Enfrentamento à Covid-19

Após diversas reuniões entre executivo, profissionais da educação e...


Geral

Incêndio atinge Instituto Serum, que produz vacinas contra a Covid-19 na Índia

Um incêndio registrado nesta quinta-feira (21) atingiu o Instituto Serum, que produz...

Geral

Indignada, médica da Fiocruz diz que não há nada que possa justificar a falta de insumos para vacinas (vídeo)

A pneumologista Margareth Dalcolmo atribui à “incompetência...