Política

Fernandópolis - Corrida eleitoral tem mais um pré-candidato lançado; Solidariedade confirma Cabo Santos

Fernandópolis - Corrida eleitoral tem mais um pré-candidato lançado; Solidariedade confirma Cabo Santos

A pouco mais de 100 dias das eleições, adiadas para 15 de novembro, o xadrez político em Fernandópolis está se preparando para entrar na chamada fase de negociações entre os partidos políticos para coligações na disputa majoritária.

Até 16 de setembro, prazo final para a realização das convenções partidárias, muitas reuniões vão acontecer para costura de acordos. 

Vários nomes já ocupam espaço no cenário político como pré-candidatos a prefeito: João Pedro Siqueira (PSDB), Renato Colombano (Republicanos), Henri Dias (PTB). O PSD, de Ana Bim, ainda não se posicionou nesse cenário, mas tem a opção do médico Avenor Bim. E claro, tem o prefeito André Pessuto (DEM) candidato natural à reeleição, com apoio de MDB e PP, podendo ter também o PSDB.
Nesta semana, a corrida eleitoral ganhou mais um pré-candidato a prefeito: o bolsonarista, Cabo Santos foi confirmado pelo Diretório Estadual do Solidariedade.

A nota foi lançada no site do partido na quinta-feira, 30, com destaque: “Solidariedade oficializa Cabo Santos como pré-candidato a prefeito de Fernandópolis”. Na nota, o partido justifica que com 9,54% dos votos validos na última eleição para deputado estadual, Santos surge como principal líder oposicionista.

O presidente da Comissão Provisória em Fernandópolis, Rodrigo Preihsner, consultado por CIDADÃO confirmou a informação. “Cabo Santos é nosso pré-candidato”, afirmou.   

O Solidariedade, que se estruturou nos bastidores da política nos últimos anos, justifica o anuncio com o nome de Ailton José dos Santos (Cabo Santos), sustentado na votação (4,9 mil votos) que teve na eleição para deputado estadual e no fato dele se posicionar nas redes sociais como principal líder oposicionista. 

Em contato com CIDADÃO, Cabo Santos ratificou a posição. “Sou pré-candidato a prefeito. Sempre deixei clara a minha postura e, por isso, muitos da velha política trabalham contra mim. Por isso estou colocando meu nome à disposição”. 

É bom lembrar que Cabo Santos foi um dos principais líderes bolsonaristas em Fernandópolis e foi candidato pelo PSL, partido que elegeu Bolsonaro presidente. No entanto, ele está saindo candidato agora pelo Solidariedade, que é um partido de centro. 

Como o partido Aliança pelo Brasil, lançado por Bolsonaro depois que deixou o PSL, não ficou pronto para as eleições municipais, o grupo liderado por Cabo Santos decidiu deixar o PSL e buscar espaço no Solidariedade, por segurança jurídica, ou seja, para garantir a ele e seu grupo a possibilidade de disputar as eleições municipais, de prefeito e com chapa completa de vereadores, em um partido estruturado.

Além disso, cita o fato da direção estadual do PSL ter se reunido com a “elite política local” e orientar reuniões para tratar do partido. “Não senti segurança em ficar no PSL”, afirma.  “Vamos ver o que vai acontecer até as convenções”, disse o pré-candidato.


Mais notícias sobre Política

Política

Confira a Entrevista - Flávio Prandi desiste da reeleição em Jales, a decisão é irrevogável diz Assessores do Prefeito

O prefeito de Jales, eleito em 2016 após aclamação única de todos os...


Política

Jales - Nenê do Pet Shop, coloca seu nome para disputar as Eleições Municipais à Prefeito

As últimas movimentações Políticas em Jales, dão sinais de...