Direito

Duas das três pessoas presas com notas falsas em Jales e Santa Fé do Sul, são colocadas em liberdade pela Justiça.

O Empresário Oswaldo Soler Neto (Jales)  e a mulher de Santa Fé do Sul devem responder pelo crime em liberdade.

Duas das três pessoas presas com notas falsas em Jales e Santa Fé do Sul, são colocadas em liberdade pela Justiça.

Duas das três pessoas presas ontem pela Policia Federal de Jales, por receptação de Notas Falsas foram colocadas em Liberdade pela Justiça Estadual de Jales, depois da Audiência de Custódia.

O Empresário Oswaldo Soler Neto (Jales)  e a mulher de Santa Fé do Sul devem responder pelo crime em liberdade.

Pelo menos, já estão soltando quem não tem BMW !

Entenda o caso:

A Polícia Federal realizou duas apreensões de cédulas falsas nas cidades de Santa Fé do Sul e Jales/SP em menos de 24 horas. Três pessoas foram presas em flagrante delito. Com os presos a PF apreendeu quarenta cédulas falsas de R$ 100 reais cada totalizando R$ 4.000,00.

Após receber informações sobre a comercialização e entrega via postal de cédulas falsas, a PF empreendeu diligências na região de Jales/SP objetivando identificar e prender os envolvidos. O resultado das diligências foi positivo e duas apreensões de cédulas falsas foram realizadas pela PF em um curto espaço de tempo.

Na quinta-feira, (07/01), o casal J.L.R.G e L.S.C, ambos moradores de Santa Fé do Sul/SP foi preso na posse de R$ 3.000,00 (três mil reais) em cédulas falsas de R$ 100 reais que foram recebidas através de encomenda postal.

Na tarde desta sexta-feira (08/01), a PF conseguiu surpreender e prender em flagrante delito, no centro da cidade de Jales/SP o empresário Oswaldo Soler Neto 

A prisão ocorreu logo após ele retirar uma encomenda contendo R$ 1.000,00 (mil reais) em cédulas falsas de R$ 100 reais. O preso confessou o crime e disse que adquiriu as mesmas por meio de contatos mantidos pela internet e através de aplicativos de mensagens.

A Polícia Federal continuará com as investigações objetivando identificar outros criminosos que comercializam cédulas falsas bem como os responsáveis pela confecção das mesmas. A autoridade policial ouviu os presos, que foram indiciados pelo crime de cédula falsa, tipificado no artigo 289, parágrafo primeiro, do Código Penal Brasileiro e caso sejam condenados por este crime estarão sujeitos à pena de até 13 anos de reclusão. Os presos foram encaminhados para a Cadeia Pública de Santa Fé do Sul/SP onde permanecerão à disposição da Justiça Federal de Jales/SP.


Mais notícias sobre Direito

Direito

Votuporanga - Juiz concede Liminar para Isenção de IPVA a portador de Deficiência Física.

Depois de dar um tiro no pé, com a retirada de Isenção do ICMS em produtos...


Direito

TJ-SP MANDA YOUTUBE RETIRAR DO AR VÍDEO CONTRA O DEPUTADO FAUSTO PINATO

O desembargador Álvaro Passos, da 2ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de...


Direito

Juízes da região isentam IPVA de veículo de PCD não adaptado

Duas liminares concedidas pela Justiça em Rio Preto e Votuporanga isentaram dois...

Direito

FARRA NO TESOURO: JUSTIÇA ACEITA DENÚNCIA DO MINISTÉRIO PÚBLICO NO CASO DA CONTRATAÇÃO DE SEGUROS DE VEÍCULOS

Em decisão publicada ontem, 08, o juiz da 1ª Vara Cível de Jales, José...