Polícia

Corregedoria da Polícia Civil vai apurar conduta de delegado que liberou motorista suspeito de matar adolescente atropelado

Adolescente Matheus Soares Abreu, de 17 anos, morreu após ser atropelado em Novo Horizonte (SP). Motorista confessou ingestão de bebida alcoólica e estava com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) cassada por excesso de multas.

Corregedoria da Polícia Civil vai apurar conduta de delegado que liberou motorista suspeito de matar adolescente atropelado

A corregedoria da Polícia Civil vai apurar a conduta do delegado de plantão que não deu voz de prisão em flagrante ao motorista suspeito de matar o adolescente Matheus Soares Abreu, de 17 anos, e ferir outras duas pessoas durante atropelamento, na madrugada do último domingo (1º), em Novo Horizonte (SP).

Câmeras de segurança registraram o acidente.

Nas imagens, é possível ver o momento em que o motorista do carro atingiu as vítimas pelas costas e fugiu sem prestar socorro. Matheus não resistiu aos graves ferimentos. As outras duas vítimas sofreram ferimentos leves.

De acordo com a Polícia Civil, o condutor do carro foi identificado e levado à delegacia horas depois do acidente. Ele prestou depoimento e foi liberado, mesmo estando com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) cassada por excesso de multas e confessando que tinha ingerido bebidas alcoólicas.

O delegado que estava de plantão disse que o motorista foi apresentado seis horas depois do atropelamento, e que por vários motivos legais não poderia fazer a prisão em flagrante. Ele afirmou que a embriaguez, mesmo confessa, deveria ser comprovada, por isso exames de sangue foram feitos.

O delegado também alegou que não poderia prender o homem por conta da CNH cassada, porque o motorista foi encontrado em casa, e não dirigindo.

Ele ainda afirmou que não teve acesso, no momento em que o condutor estava na delegacia, ao vídeo do atropelamento.

Por fim, o delegado contou que não foi comunicado sobre a apuração da corregedoria da Polícia Civil, mas se defendeu dizendo que cumpriu a lei.

 

Inquérito

 

No primeiro depoimento, o motorista suspeito de atropelar os jovens contou que havia ingerido bebida alcoólica, dormiu ao volante e sentiu que bateu em algo, mas alegou que não parou porque não tinha percebido que eram as vítimas.

Uma passageira que estava no veículo prestou depoimento à polícia, mas também disse que estava dormindo e não viu o que aconteceu.

O condutor foi liberado depois de prestar depoimento, causando indignação e revolta entre os familiares das vítimas. O delegado titular de Novo Horizonte, então, instaurou inquérito para investigar o atropelamento.

“Não vamos descartar nenhuma hipótese, inclusive a de dolo. As imagens vão ser analisadas para descobrimos se houve um desvio ou uma perda de controle. Os policiais militares afirmaram que, mesmo após mais de quatro horas do fato, o motorista ainda aparentava estar embriagado”, disse o delegado André Luiz Ferreira de Almeida.

 

Condenações

 

O motorista envolvido no caso possui histórico de condenações por outros crimes, segundo informações apuradas pela TV TEM.

Apenas neste ano, o homem foi condenado a pagar indenização de R$ 4,5 mil por danos materiais e mais de R$ 5,4 mil por danos morais em um processo julgado no município de Itajobi (SP).

Outros dois processos envolvendo o suspeito foram tramitados em Novo Horizonte.

Em 2019, ele foi condenado a seis meses de detenção em regime aberto por dano. Já em 2017, homem foi condenado a dois anos de reclusão em regime semiaberto pelo crime de lesão corporal grave.

Além das condenações, o motorista ainda responde a um processo judicial por injúria desde janeiro de 2020.

Carro foi apreendido pela polícia, em Novo Horizonte (SP) — Foto: Arquivo Pessoal

Carro foi apreendido pela polícia, em Novo Horizonte (SP) — Foto: Arquivo Pessoal


RECEBA NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP!
Receba gratuitamente uma seleção com as principais notícias do dia.


Mais notícias sobre Polícia

Polícia

Polícia Civil de Nhandeara prende ladrão de caminhonete

Policiais Civis de Nhandeara com apoio da equipe do DEIC de Rio Preto recuperaram ontem (15) uma...


Polícia

Caminhonete fica destruída após atropelar animal na SP-320

Uma caminhonete com placas da cidade de Jales, ficou destruída após colidir contra...


Polícia

Policiais Ambientais socorrrem mulher que precisava chegar a uma consulta médica

Em 15 de setembro de 2021, uma equipe da Polícia Ambiental deslocava-se para atendimento...

Polícia

Fernandópolis - Condenado Capturado

Em 15 de setembro de 2021, durante Policiamento Ambiental visando atendimento de denúncia...