Geral

Bolsonaro critica novamente exame da OAB: "prova para poder trabalhar"

Declaração aconteceu ontem, durante uma solenidade do Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares.

Nesta quarta-feira, 24, durante uma solenidade do Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares, o presidente Jair Bolsonaro voltou a criticar o exame da OAB:

"Eu não consigo entender que uma pessoa faz cinco anos de Direito e depois tem que fazer uma prova para poder trabalhar. Imagine comigo isso. Eu faço quatro anos de Academia das Agulhas Negras e depois tenho que fazer uma prova para saber se eu posso ou não ser oficial do Exército, assim como para todas as profissões."

Em seguida, o presidente disse que em seu governo já tentaram estender essa prova para outras atividades e deu uma alfinetada no ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta.

"Queriam estender essa prova para várias outras atividades, como, por exemplo, a medicina. Um colega que, no começo do mandato, além do protocolo do 'fique em casa', queria também praticamente extinguir o revalida no Brasil."

 

Luta contra a carteira da OAB

Em diversas oportunidades, Bolsonaro demonstrou seu descontentamento com o exame da OAB. Em outubro de 2020, o presidente encontrou-se com apoiadores diante do Palácio da Alvorada e afirmou que "não pode a pessoa se formar e não poder trabalhar".

Já em maio do ano passado, ao responder um bacharel sobre "direito ao trabalho" dos advogados, o presidente falou da dificuldade em passar o tema no Congresso: "eu acho justo, fez faculdade tem que trabalhar. Não tem que fazer exame de Ordem, que é um caça-níquel, muitas vezes".

Em 2007, quando era deputado Federal, Bolsonaro propôs o PL 2.426/07, a fim de que fosse extinto o exame. O projeto foi apensado a um outro de 2005, proposto por Max Rosenmann, com mesmo tema. Os textos ficaram na gaveta e aguardam o parecer do relator na CCJ.


RECEBA NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP!
Receba gratuitamente uma seleção com as principais notícias do dia.


Mais notícias sobre Geral

Geral

Em decisão inédita, OAB SP exclui advogado de seus quadros devido à prática de racismo

São Paulo, 3 de dezembro de 2021.   Pela primeira vez na...


Geral

Após casos de ômicron, Governo de SP decide manter exigência de máscara em espaços abertos

O Governador João Doria decidiu nesta quinta-feira (2) atender recomendação...


Geral

Artesp convoca empresas para assumirem linhas intermunicipais na região de Jales (SP)

Solicitação da Transrápido São Francisco, atual...

Geral

Estado de São Paulo confirma 3º caso da variante Ômicron

A Secretaria de Estado de São Paulo confirmou, nesta quarta-feira (1), o terceiro caso da...