Direito

A palavra tem valor : Internauta é condenada após caluniar prefeito de Fernandópolis

Em audiência, a acusada se mostrou arrependida pelas ofensas.

A palavra tem valor : Internauta é condenada após caluniar prefeito de Fernandópolis

A audiência foi realizada no início de agosto e rendeu a uma internauta a condenação de 8 meses de detenção em regime aberto, que foi substituído por uma pena alternativa de prestação pecuniária de um salário mínimo por seis meses em favor de projeto aprovado pela VEC local. A ré também foi condenada a pagar as custas processuais da vítima o prefeito André Pessuto.

O CASO
A internauta utilizou uma rede social ‘Facebook’ para fazer acusações ao prefeito André Pessuto, afirmando que o mesmo estaria desviando dinheiro público. Foi feito um Boletim de Ocorrência e a mesma foi intimada a comprovar as ofensas.

Em audiência, a acusada se mostrou arrependida pelas ofensas. A defesa manifestou desejo em recorrer da sentença em 1ª instância.

O prefeito André Pessuto, afirmou que aceita sugestões e críticas, mas que as pessoas precisam entender que a internet não é uma terra sem Lei. “Algumas poucas pessoas postam no calor da emoção, mas se esquecem de que do outro lado existe uma família, existe um ser humano. Não podemos aceitar xingamentos, ofensas sem provas, enfim, lamento chegar nessa condição, mas essas pessoas precisam entender que a internet não é um terra sem Lei”.


Mais notícias sobre Direito

Direito

A partir de hoje dia 14, composições que buzinarem após 22 horas sem justificativa; 20 mil reais de multa por trem !

A partir de hoje dia 14 de junho de 2021, cada composição da Rumo que for...


Direito

Mulher traída pelo marido não receberá danos morais

A 4ª câmara Cível do TJ/RJ negou o pedido de indenização por...


Direito

Justiça Federal de Jales, acata pedido do MPF e determina pagamento de multa por Buzinas fora de horário restrito !

É uma decisão histórica para Jales e centenas de moradores de nossa...

Direito

MPF quer que concessionária Rumo pague multa por trens continuarem buzinando de madrugada em Jales (SP)

O Ministério Público Federal (MPF) quer que as concessionárias Rumo S.A. e...